WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia





(77) 98149-7619

junho 2024
D S T Q Q S S
« Maio    
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
30  


:: ‘Bahia’

Neto Ferraz, juntamente com equipe da Comutran, busca solução para caminhões estacionados na Av. Julio José Rodrigues

Robério Silva (SET), Neto Ferraz (coordenador da Comutran), Carlos Alberto (Engenheiro de Tráfego) e Roberto Barcelos (Representante da Betânia)

 

Aconteceu na manhã desta quarta-feira, 07/12, uma reunião entre o Coordenador da Comutran, Neto Ferraz, Robério Silva (SET), Carlos Alberto (engenheiro de tráfego) e o Representante da Distribuidora Betânia, Roberto Barcelos para tratar a respeito dos caminhões que ficam parados na Avenida Julio José Rodrigues, importante via da cidade localizada na Vila Isabel.

Este fato tem causado muitas queixas por parte da comunidade e transtornos para as pessoas que passam pela localidade, uma vez que os caminhões estacionados utilizam boa parte da pista.

Em conversa com o diretor da Betânia, ficou acordado que a empresa terá que ajustar um local adequado para os caminhoneiros colocarem os seus veículos.

“Enquanto o estacionando estiver sendo preparado, estaremos disponibilizando a área aberta da Central de Abastecimento. Assim iremos liberar a Avenida Julio José Rodrigues e melhorar o trânsito da localidade”, afirma Neto Ferraz.

89% dos baianos estão com o esquema vacinal incompleto

 

 

Esses números evidenciam a importância da imunização contra a Covid-19 e comprova que a vacina salva vidas.

 

Certeza de 89% dos pacientes internados na UTI do Hospital Espanhol não completaram o esquema vacinal contra o coronavírus.

 

Por isso fica aqui o nosso alerta: mantenha a vacinação em dia para proteger você e todos os que estão ao seu redor. Somente com todas as doses recomendadas é possível evitar o agravamento da doença e de novas variantes.

Inmet emite alerta laranja de perigo de chuvas intensas e ventos costeiros na Bahia; cidades no interior registram prejuízos

 

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta laranja de perigo de chuvas intensas na Bahia e em mais 13 estados.

O alerta laranja indica risco de chuva intensa e ventos costeiros com variação de 60 a 100 km/h. As condições climáticas previstas podem causar corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e de descargas elétricas, segundo o instituto.

No caso da chuva intensa, há chance de chuva que pode variar entre 50 e 100 mm/dia. Para se ter uma ideia, cada milímetro de chuva corresponde a um litro despejado em uma área de 1 metro quadrado.

Governo da BA anuncia decreto que restabelece obrigatoriedade do uso de máscaras

Governo da BA anuncia decreto que restabelece situações com obrigatoriedade do uso de máscaras — Foto: Divulgação/Prefeitura de Feira de Santana

 

O governo da Bahia anunciou na noite desta segunda-feira (28), a publicação de um decreto que determina as circunstâncias nas quais estará restabelecida a obrigatoriedade do uso de máscaras. A medida, autorizada pelo governador Rui Costa, será publicada no Diário Oficial do Estado (DOE), na edição de terça-feira (29), quando entra em vigorem todo o território baiano.

De acordo com o governo, o objetivo é conter a disseminação do coronavírus após o aumento dos casos de Covid-19 e Rui Costa já havia informado sobre a análise da volta do uso do equipamento de proteção.

O uso de máscaras voltará a ser obrigatório em transportes públicos, como trens, metrô, ônibus, lanchas e ferry-boat, e seus respectivos locais de acesso, como estações de embarque; em salões de beleza e centros de estética; em bares, restaurantes, lanchonetes e demais estabelecimentos similares; em templos para atos religiosos litúrgicos; em escolas e universidades; em ambientes fechados, tais como teatros, cinemas, museus, parques de exposições e espaços congêneres.

Eventos de diversas modalidades seguem com realização autorizada. No entanto, volta a ser exigido o uso de máscara e comprovação de vacina para que haja controle de acesso e venda de ingressos.

A comprovação de vacinação, em todos os casos em que é solicitada, será feita mediante apresentação do documento fornecido no momento da imunização ou do Certificado Covid-19, obtido por meio do aplicativo “CONECT SUS”.

A necessidade da demonstração de vacinação será obrigatória também para o acesso a quaisquer prédios públicos, nos quais se situem órgãos, entidades e unidades administrativas.

Os atendimentos presenciais no Departamento Estadual de Trânsito (Detran) e no Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) ficam condicionados à comprovação da vacinação e à obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção.

De acordo com a secretária da Saúde do Estado, Adélia Pinheiro, as medidas contidas no decreto visam reduzir o avanço da Covid-19 no estado.

“Essas ações, que poderão ser juntadas a outras a depender da evolução da pandemia, são importantes para que a população esteja melhor protegida e para que possamos deixar todos assistidos”, afirma.

Fonge: G1 Bahia

Eleitores de cidade na BA vão participar de nova eleição para prefeito e vice após gestores terem mandatos cassados

Eleitores de Maiquinique vão participar de nova eleição para prefeito em 27 de novembro

 

Os eleitores da cidade de Maiquinique, no sudoeste da Bahia, participarão de uma nova votação , no dia 27 de novembro, para escolher o prefeito e o vice-prefeito da cidade. A eleição para os cargos será realizada após o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) cassar os mandatos dos chefes do executivo.

 

O prefeito Jesulino de Souza Porto e a vice prefeita Marizene Santos Gusmão foram eleitos em 2020. Em novembro de 2021, a Justiça eleitoral determinou a cassação dos mandatos dos dois políticos por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos nas eleições.

 

Prefeito e vice de cidade no sudoeste da BA tiveram mandatos cassados por abuso de poder econômico e captação ilícita de votos

 

Na decisão, divulgada em novembro de 2021, constava que Jesulino de Souza e Marizene Santos distribuíram combustível durante o período eleitoral para obtenção de voto. Os políticos teriam feiro uma carreata na cidade e cerca de 320 veículos, entre motos e carros, foram abastecidos com valores entre R$ 15 e R$ 30.

 

O combustível gratuito foi oferecido nos dois postos do município, independentemente dos motoristas serem simpatizantes ou não do candidato. Jesulino de Souza seria, inclusive, dono de um desses estabelecimentos.

 

Ainda em 2021, o prefeito e a vice recorreram da decisão, mas em julho deste ano, o TSE confirmou a cassação dos dois mandatos. Com isso, os votos atribuídos à chapa foram anulados e foi determinada a organização de nova eleição.

 

 

ALERTA LARANJA EM ITAPETINGA

Não sabe onde votar?

Seguem locais de votação em Itapetinga/BA.

 

Zoomatinha está de luto. Morre Hulk, o leão.

 

O Parque da Matinha amanheceu mais silencioso e bem mais triste. O tempo calou o rugido de Hulk. Ele não vai mais encantar os visitantes com sua robustez e seu jeito exótico. Não vai mais desfilar a valentia do rei da selva em seu recinto.
A Matinha perdeu seu leão, uma das suas maiores atrações, um dos seus mais antigos moradores.
“Hulk já chegou como um animal adulto em Itapetinga e estava conosco há mais de 22 anos. A estimativa de vida de um leão em cativeiro é de 25 a 30 anos. Há tempos ele já demonstrava todos os sintomas de um animal idoso: perdeu agilidade, prostrava-se mais, dormia por mais tempo. Nas últimas semanas, já quase não se movimentava, diminuiu a alimentação… Ele vinha nos avisando, do jeito dele, que havia chegado a hora dessa despedida”, explicou o secretário de meio ambiente, Luciano Almeida.
Hulk chegou a Itapetinga no final da década de 90. Com a última reforma do Parque ele ganhou recinto novo, mais amplo, com direito a cascata e espaços que se aproximassem do seu habitat natural. Com o enriquecimento ambiental implantado pelos biólogos e veterinários do parque, seus instintos eram aguçados por cheiros, texturas e uma forma de alimentação que imitasse a caça. Sua saúde era monitorada frequentemente por profissionais qualificados. Como todos os demais animais do parque, ele chegou de outro cativeiro e já não tinha condições ser devolvido à natureza.
Neste sábado, 10, ele se despediu, mas, sem dúvidas, estará sempre na história do nosso parque, nas lembranças dos nossos visitantes, nos ouvidos dos nossos vizinhos que amanheciam com seu rugido alto, forte e destemido.

Trabalhadores morrem soterrados após deslizamento de terra no extremo sul da Bahia

Dois trabalhadores de uma empresa que presta serviço para a Prefeitura de Porto Seguro morreram soterrados após um deslizamento de terra, na tarde desta quinta-feira (7), no distrito de Arraial D’Ajuda, no extremo sul da Bahia. Uma equipe do Corpo de Bombeiros retirou os corpos das vítimas no início da noite.

 

Segundo a Prefeitura de Porto Seguro, os operários Sandro da Cruz Regis e Lucival de Jesus da Conceição trabalhavam em uma obra de macrodrenagem.

 

O caso aconteceu por volta das 15h20, na rua Rua Maria Moura, localidade conhecida como Alto do Vilas.

 

Trabalhadores morrem soterrados em Arraial D’ájuda; os dois corpos foram retirados

 

De acordo com o órgão, as obras eram executadas pela empresa Ero Construções e Engenharia Ltda., responsável pela segurança de todos os trabalhadores, conforme a legislação vigente.

 

A prefeitura informou que monitora a situação e adota todas as providências para reduzir ao máximo as consequências do deslizamento.

 

 

“Reiteramos que todas as obras do município seguem rígidos critérios de controle e fiscalização”, afirmou em nota.

 

Funcionários do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foram para o local.

 

 

Cremeb-BA anuncia apuração sobre conduta dos profissionais que atenderam criança que morreu com prego no pulmão

 

O Conselho Regional de Medicina do Estado da Bahia (Cremeb) informou que vai investigar possíveis responsabilidades dos médicos que atenderam o menino Cauan Araújo Conceição, de 3 anos, na cidade de Canavieiras, no extremo sul da Bahia. A criança morreu por broncopneumonia, causada por um prego no pulmão.

 

A Secretaria de Saúde do município disse que também começou um levantamento dos prontuários do Hospital Municipal para apurar as condutas adotadas pelos profissionais. Já a Polícia Civil, abriu inquérito para descobrir se houve negligência médica nos atendimentos.

 

A família de Cauan alega que procurou o hospital várias vezes dentro de um ano. Inicialmente, a Secretaria de Saúde do Município informou que o primeiro atendimento havia sido em 27 de junho. Depois, a pasta voltou atrás e afirmou que disse que a procura havia sido em março.

 

Depois da morte de Cauan, os pais registraram o caso em uma delegacia na capital. A ocorrência foi encaminhada para a Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin) de Ilhéus, que apura a situação.

 

A delegada delegada Katiana Amorim esteve no hospital para checar prontuários e recolher documentos para a investigações. Ela vai ouvir testemunhas para dar seguimento ao caso.

 

Pais acusam hospital de negligência

Os pais do garoto acusam o hospital de negligência, porque em nenhuma das vezes que o garoto esteve no hospital, a unidade fez um raio-x no pequeno. A família, que é de trabalhadores rurais, precisou pagar por um exame particular, onde foi identificada a gravidade do problema da criança.

 

Com o exame em mãos, os pais de Cauan retornaram com ele ao hospital na última segunda-feira (27), para que o menino fosse regulado. A criança foi transferida para o Hospital Geral do Estado (HGE), em Salvador, passou por cirurgia, mas morreu na sexta (1°).

 

No laudo médico, além da broncopneumonia, também foi identificado que Cauan teve os dois pulmões perfurados.

 

Relato dos pais da criança

O casal Clarice Araújo e Cosme Conceição relata que, em junho de 2021, percebeu que o filho teria engolido um objeto que não foi identificado. O pai, então, levou a criança até o Hospital Municipal de Canavieiras.

 

“Naquela noite, eu senti que ele estava engasgado, saiu até sangue da boquinha dele. Aí, imediatamente, eu levei para o hospital, na mesma noite. Chegando lá no hospital, o médico olhou e falou que não tinha nada na garganta da criança. Aí a gente voltou”, contou Cosme.

 

Depois disso, Cauan foi levado ao hospital várias vezes, sempre com as mesmas dores. Clarice contou que, com o passar do tempo, os sintomas ficaram mais intensos.

 

“Ele ficava sentindo febre e tossindo demais. De um tempo para cá, a dor foi começando a chegar. Uma dor do lado direito, ele [Cauan] ficava andando torto, de lado. A gente sempre levando no hospital, e ele só davam medicamento. Aí quando o efeito do medicamento passava, a dor e a febre continuavam vindo”, lembrou a mãe do menino.

 

A penúltima entrada de Cauan no hospital da cidade ocorreu em 27 de junho. A médica que o atendeu disse à família que o paciente estava com sintomas de asma. Assim como nas vezes anteriores em que os pais levaram o menino à unidade, nenhum exame médico foi solicitado.

 

A profissional receitou medicamentos, passou uma nebulização e liberou a criança para voltar para casa. Com o agravamento das dores do filho, Clarice e Cosme fizeram um exame de raio x particular, no qual foi identificada a gravidade do problema do filho. A família, então, retornou com o garoto para o hospital.

 

“Aí, chegou lá, deram medicamento e mandaram ficar na espera […] para ser transferido. Ele foi transferido para Salvador”, disse a mãe de Cauan.

 

Já no Hospital Geral do Estado (HGE), o garoto passou por uma cirurgia para retirar o prego. Os médicos identificaram que o material havia perfurado os dois pulmões de Cauan, que chegou a ficar internado dois dias na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) antes de morrer.

 

“Nunca me deram o pedido para eu correr atrás. Mesmo que eles não pudessem fazer no hospital, me davam pelo menos o pedido para eu cuidar de meu filho em uma clínica particular. Sempre só medicamento, nunca teve solicitação de exame nenhum”, lamentou Clarice.

 

Para Cosme, se os profissionais do hospital tivessem identificado logo o prego, talvez o garoto tivesse sobrevivido.

 

“Se ele ‘caçassem’ providência logo, meu filho estaria vivo aqui. Meu filho era uma parte de mim. É doído a pessoa perder um filho. Eu quero justiça para que não aconteça mais isso, para que não aconteça com outras crianças”.

 

Na quarta-feira (6), a Secretaria de Saúde de Canavieiras informou que, em 27 de junho, foram solicitados exames para a criança e que uma consulta com uma pediatra foi marcada para o dia seguinte, mas a médica ficou doente, razão pela qual o atendimento não ocorreu.

 

O comunicado cita ainda que a família não tinha buscado atendimento antes daquela data. Os pais do menino, no entanto, têm papéis que indicariam o contrário. A pasta informou que o caso está sob investigação.

 

 

Fonte: G1 BA

 

 

 

 

 

 



WebtivaHOSTING // webtiva.com.br . Webdesign da Bahia